Pesquisar este blog

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Hebreus 11:13

Hebreus 11:13 - Todos estes morreram na fé, sem terem recebido as promessas; mas vendo-as de longe, e crendo-as e abraçando-as, confessaram que eram estrangeiros e peregrinos na terra.
TODOS ESTES MORRERAM NA FÉ. Certamente, o autor se refere aos descendentes de Abraão, Isaque e Jacó, que foram os objetos das promessas feitas ao patriarca Abraão, incluindo também Sara, mulher de Abraão que foi também citada nos textos anteriores. Eles, como qualquer outro ser humano morreram, porque assim está determinado, mas com uma diferença, porque morreram sem perder a fé, de um dia receberem a promessa.

SEM TEREM RECEBIDO. Voltando ao versículo de número nove, temos o seguinte: Pela fé habitou na terra da promessa, como em terra alheia, morando em cabanas com Isaque e Jacó, herdeiros com ele da mesma promessa. Desta forma, entendemos que o escritor se reporta aos patriarcas que estava habitando na terra prometida, apenas como peregrinos e forasteiros, mas que ainda não teriam recebido o que havia sido prometido por Deus.

A PROMESSA. Que promessa foi essa, que Deus fez a Abraão? O Senhor deu a sua palavra ao seu amigo Abraão que lhe daria a terra de Canaã, terra que manava leite e mel, terra de fartura e abundância. Gênesis 12:7 - E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera. Gênesis 15:6-7 - E creu ele no Senhor, e imputou-lhe isto por justiça. Disse-lhe mais: Eu sou o Senhor, que te tirei de Ur dos caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la.

MAS VENDO-AS DE LONGE. Abraão tomou posse da terra prometida, mas isso pela fé na fidelidade de Deus, porque estavam certíssimos de que mais sedo ou mais tarde o Senhor faria com que a sua palavra se cumprisse, fosse com ele ainda vivos, ou ainda no tempo dos seus descendentes. E realmente, demorou, porque depois da promessa feita, durou ainda mais de quatrocentos anos até que Israel tomasse posse da terra de Canaã.

E CRENDO-AS E RECEBENDO-AS. Por isso que se diz sobre a fé. Hebreus 11:1 - Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem. Os patriarcas estavam tomados de confiança no Deus que promete e se responsabiliza em cumprir a sua palavra. Nem Abraão, nem Isaque e muito menos Jacó viram se cumprir em seus dias a promessa, mas a fé deles era a garantia que seus descendentes receberiam.

CONFESSARAM QUE ERAM ESTRANGEIROS. No caso de Abraão, que recebeu a chamada de Deus para ser peregrino, quando ainda estava em Harã, não se deteve entre sua parentela, mas logo tomou o destino de peregrinar em terras estranhas, correndo em busca do cumprimento de uma promessa que o Senhor lhe havia dado. A bíblia diz que ele passou a habitar no lugar onde seria de fato a terra da promessa, sem tomar posse.

E PEREGRINOS NA TERRA. As Escrituras dizem que Abraão se tornou um homem rico e poderoso, que poderia guerrear com os moradores de Canaã e vencê-los, tomando posse da terra prometida. Mas ele sabia que não era o tempo do cumprimento da promessa, por isso que, tanto ele, como Isaque, bem como Jacó, ficaram naquelas terras como estrangeiros. Tendo apenas a certeza que Deus no futuro cumpriria a sua promessa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário