Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Hebreus 11:22

Hebreus 11:22 - Pela fé José, próximo da morte, fez menção da saída dos filhos de Israel, e deu ordem acerca de seus ossos.
PELA FÉ. Esta é a fé que faz ver ao longe, como se já estivesse acontecendo agora, por isso que na sua definição do versículo primeiro deste capítulo, chama a fé de prova das coisas que não se veem com os olhos físicos. A fé tem o poder criativo, porque ele cria novas situações que se tornam favoráveis na vida daqueles que exercitam a vida de fé. Na nova dispensação da graça, o remido de Cristo tem o privilégio de ver coisas novas acontecerem em seu favor, por meio da sua fé, uma vez que, tudo é possível ao que crer.

JOSÉ. Este José, filho de Jacó deixou registrada uma história de superação em meio aos desafios que muitas vezes a vida proporciona na vida de um servo de Deus. Ele foi rejeitado e traído pelos seus próprios irmãos, vendido como escravo e levado para uma terra de aflições. Mas, como a mão de Deus era com ele, então o Senhor fez prosperar mesmo em meio as grandes contrariedades. Deus o exaltou na terra de suas aflições.

PRÓXIMO DA MORTE. Gênesis 50:22-23,26 - José, pois, habitou no Egito, ele e a casa de seu pai; e viveu José cento e dez anos. E viu José os filhos de Efraim, da terceira geração; também os filhos de Maquir, filho de Manassés, nasceram sobre os joelhos de José. E morreu José da idade de cento e dez anos, e o embalsamaram e o puseram num caixão no Egito. José foi abençoado no Egito, e com ele também todos os seus familiares.

FEZ MENÇÃO DA SAÍDA. O autor faz menção do que está escrito em Gênesis 50:24 - E disse José a seus irmãos: Eu morro; mas Deus certamente vos visitará, e vos fará subir desta terra à terra que jurou a Abraão, a Isaque e a Jacó. Pela fé José tinha certeza de que o seu Deus, no momento certo, cumpriria sua promessa feita aos seus antepassados Abraão, Isaque e seu pai Jacó, de tirar os seus irmãos da terá da servidão, o Egito.

DOS FILHOS DE ISRAEL. A promessa de tirar do cativeiro os filhos de Israel e os colocar na terra de Canaã estava de pé, porque Deus permanecia fiel a sua palavrava dada. Essa era a promessa: Gênesis 12:7 - E apareceu o Senhor a Abrão, e disse: À tua descendência darei esta terra. E edificou ali um altar ao Senhor, que lhe aparecera. Gênesis 13:14-15 - E disse o Senhor a Abrão, depois que Ló se apartou dele: Levanta agora os teus olhos, e olha desde o lugar onde estás, para o lado do norte, e do sul, e do oriente, e do ocidente. Porque toda esta terra que vês, te hei de dar a ti, e à tua descendência, depois de ti.

E DEU ORDEM. Gênesis 50:25 - E José fez jurar os filhos de Israel, dizendo: Certamente vos visitará Deus, e fareis transportar os meus ossos daqui. José tinha consigo a certeza de que as mesmas promessas que foram feitas a Abraão, Isaque e a Jacó teriam seu fiel cumprimento. Uma vez que, quem fez a promessa não foi um deus morto, mas sim, um Deus vivo, que trabalha por aqueles que nele esperam, conforme a sua palavra.

ACERCA DE SEUS OSSOS. Nesta colocação feita pelo escritor também se ver a esperança de José quanto à vida após a morte ou a subsistência da alma a morte física. Os antigos acreditavam que a vida estava dentro dos ossos, porque é a parte do corpo mais forte. Eis a razão porque os antigos embalsamavam os corpos dos mortos, como foi o caso de José.

Nenhum comentário:

Postar um comentário