Pesquisar este blog

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Hebreus 11:38

Hebreus 11:38 - (Dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e cavernas da terra.
DOS QUAIS. O autor está se referindo aos heróis da fé, eles que não eram aceitos pelo mundo dos homens, pela sociedade alienada dos planos de Deus, pelas autoridades e governantes desta terra. O autor também fala sobre os profetas verdadeiros de Deus, que foram usados pelo Senhor para falarem a verdade, mesmo contrariando interesses dos chefes dos povos e da elite religiosa de Israel. E principalmente se refere o escritor a todos aqueles que no tempo da igreja primitiva romperam com as religiões pagãs.

O MUNDO. O autor não está se reportando ao cosmo nem ao universo, mas sim, a este mundo mal dos homens e dos sistemas corporativos de poderes humanos. Cristo quando esteve nesta esfera terrena, neste mesmo mundo em que se refere o autor, ele foi odiado e perseguido pelos filhos da desobediência. Bem como avisou aos seus discípulos e seguidores que eles também seriam odiados pelo mundo, porque não são do mundo.

NÃO ERA DIGNO. Este mundo cruel e perverso, que rejeita a luz e a verdade, não era digno dos grandes homens de Deus, por isso que, a maioria daqueles que nesta terra buscaram viver pela fé perfeita em Deus, foram maltratados, perseguidos e mortos pelos homens perversos deste mundo de maldade. Quem é deste mundo, faz o que for possível para expulsar os servos de Deus deste planeta, porque eles são peregrinos no mundo.

ERRANTES. De forma que, por conta das perseguições levantadas contra os servos de Deus, eles sempre tiveram vidas cheias de tribulações, foi assim com os heróis da fé, com os profetas de Deus e com todos aqueles que buscavam o reino de Deus em primeiro lugar e as coisas que são de cima. Sem moradia certa, sem uma pátria terrena, sem apoio muitas vezes da família, nem da sociedade e nem muito menos dos governos.

PELOS DESERTOS. Quantos dos profetas de Deus tiveram de deixar a vida em comunidade para viverem nos desertos? E isso por conta de profetizarem contra os erros dos governantes e dos líderes religiosos de Israel. Por que João Batista vivia nos desertos? Certamente porque em Jerusalém ele só encontrava oposição ao seu ministério, porque ele pregara a verdade. Muitos cristãos tiveram que fugir das cidades para os desertos.

E MONTES E PELAS COVAS. Além de passarem a viver nos desertos solitários, os profetas de Deus viviam pelos montes, fugindo dos seus perseguidores. Para sobreviverem das perseguições dos homens maus, os servos de Deus buscavam se esconderem nas covas da terra e dos montes. Ser um representante de Deus neste mundo, muitos vezes implica em viver uma vida distante dos diversos inimigos da verdade e do evangelho de Cristo.

E CAVERNAS DA TERRA. Tanto em Israel, como em muitos países que eram contra o cristianismo, os servos de Cristo foram tão perseguidos que passavam a viver dentro das cavernas da terra. Só no país de Roma, havia mais de quinhentos quilômetros de galerias subterrâneas, onde os cristãos viviam nas cavernas na terra, por conta das perseguições do império romano. O inimigo de Deus, de Cristo e da igreja, se utilizou de muitos instrumentos humanos para maltratar o povo de Deus e seguidores de Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário