Pesquisar este blog

domingo, 2 de julho de 2017

Hebreus 12:18-19

Hebreus 12:18-19 - Porque não chegastes ao monte palpável, aceso em fogo, e à escuridão, e às trevas, e à tempestade. E ao sonido da trombeta, e à voz das palavras, a qual os que a ouviram pediram que se lhes não falasse mais.
PORQUE NÃO CHEGASTES. Nos textos que temos a nossa frente, o autor faz um contraste bastante revelador a respeito do Monte Sinai e o Monte Sião, em que um é terreno e o outro é celestial. Além de mostrar a atmosfera dos dois ambientes, em que o momento da entrega da lei foi estarrecedor, mas que a vida na Nova Jerusalém será de paz e bem-estar eterno. Os leitores desta carta estavam diante de propostas melhores e maiores, do que todos aqueles que se submeteram a legislação de Moisés.

AO MONTE PALPÁVEL, ACESO EM FOGO. A partir de então, o autor se reporta aos eventos da outorga da lei de Moisés do Antigo Testamento, que era algo mais voltado para esta vida presente, por isso que se fala em monte palpável. Aceso em fogo, sinaliza o momento em que Moisés estava no monte e os filhos de Israel no pé do monte, em que aquela montanha parecia está incendiada com labaredas de fogo.

E A ESCURIDÃO E ÀS TREVAS. Certamente, o autor, neste ponto, se refere a praga das trevas em Êxodo 10:22-23 - E Moisés estendeu a sua mão para o céu, e houve trevas espessas em toda a terra do Egito por três dias. Não viu um ao outro, e ninguém se levantou do seu lugar por três dias; mas todos os filhos de Israel tinham luz em suas habitações. Essa foi uma demonstração de juízo, realizada pelo poder de Deus.

E A TEMPESTADE. Agora, já no Monte Sinai, o escritor fala do momento espantoso que aconteceu naquele lugar, que pode ser lido em Êxodo 19:16 - E aconteceu que, ao terceiro dia, ao amanhecer, houve trovões e relâmpagos sobre o monte, e uma espessa nuvem, e um sonido de buzina mui forte, de maneira que estremeceu todo o povo que estava no arraial. Este foi o momento de tremor e temor para o povo.

E AO SONIDO DA TROMBETA. E continua o autor escrevendo sobre este momento terrível Êxodo 19:18-19 - E todo o monte Sinai fumegava, porque o SENHOR descera sobre ele em fogo; e a sua fumaça subiu como fumaça de uma fornalha, e todo o monte tremia grandemente. E o sonido da buzina ia crescendo cada vez mais; Moisés falava, e Deus lhe respondia em voz alta. O sonido da trombeta era estarrecedor.

E A VOZ DAS PALAVRAS. Êxodo 20:18-19,21 - E todo o povo viu os trovões e os relâmpagos, e o sonido da buzina, e o monte fumegando; e o povo, vendo isso retirou-se e pôs-se de longe. E disseram a Moisés: Fala tu conosco, e ouviremos: e não fale Deus conosco, para que não morramos. E o povo estava em pé de longe. Moisés, porém, se chegou à escuridão, onde Deus estava. Deus falava a Moisés e ele ao povo.

A QUAL OS QUE A OUVIRAM PEDIRAM QUE SE LHE NÃO FALASSEM MAIS. Deus falava dos céus, e quando ele falava havia estrondo. O povo não suportando ouvir a voz estrondosa de Deus, pediu que Moisés ouvisse as palavras de Deus por eles. Assim foi que aconteceu, e está registrado nas páginas do Velho Testamento (Deuteronômio 5:22-23). A própria transmissão da lei foi algo que marcou com temor o coração dos filhos de Israel, mostrando a severidade do que estava proposto para eles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário