Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Hebreus 12:24

Hebreus 12:24 - E a Jesus, o Mediador de uma nova aliança, e ao sangue da aspersão, que fala melhor do que o de Abel.
E A JESUS. O autor costuma dentro desta carta aos Hebreus, apenas colocar o nome próprio do Filho de Deus “Jesus”, certamente para destacar a humanidade do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. O nome Jesus é uma transliteração do nome de Josué. De acordo com o Novo Testamento, o nome Jesus quer dizer: aquele que veio salvar o seu povo dos seus pecados (Mateus 1:21). Jesus também ficou sendo conhecido como sendo, Jesus de Nazaré, lugar onde ele conviveu muito tempo.

MEDIADOR. A discussão neste tema é: A quem tem chegado os remidos de Cristo? A Jesus, Mediador de uma nova aliança. No caso da antiga aliança de Deus com os filhos de Israel, os judeus consideravam Moisés, como mediador da antiga aliança com o povo de Deus. Já com a vinda do Messias de Deus, foi Jesus constituído pelo Criador de todas as coisas, o único Mediador entre Deus e os homens (1 Timóteo 2:5).

DE UMA NOVA. A maior parte do conteúdo desta carta, e os argumentos defendidos pelo seu autor são justamente para por contraste entre o tempo da lei e a dispensação da graça. A velha aliança compreende o tempo da lei de Moisés, em que o Senhor estabeleceu um pacto condicional com o povo judeu, em que de um lago se requeria dos filhos de Israel a obediência à lei, do outro lado Deus queria abençoar.

ALIANÇA. Jesus é Mediador de uma nova aliança. Aliança é um acordo estabelecido entre duas ou mais parte, em que se faz um contrato de fidelidade de ambas às partes envolvidas. A nova aliança de Deus com a igreja de Cristo está baseada em maiores e melhores propostas do que a velha aliança de Deus com Israel. A nova aliança tem como base de sustentação a redenção feita por Cristo, de acordo com o evangelho.

E AO SANGUE DA ASPERSÃO. Na antiga dispensação, este era o sangue de um cordeiro que era aspergido sobre o propiciatório no tabernáculo para perdão dos pecados do povo. Na nova dispensação, este sangue da aspersão nos fala sobre o sacrifício expiatório do Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo para perdão dos pecados dos remidos. Jesus fez a propiciação pelos nossos pecados, e trouxe a paz.
QUE FALA MELHOR. Desde a queda da raça humana lá no Jardim do Éden, que o Deus piedoso prometeu a redenção da humanidade por Cristo Jesus, o descendente da mulher (Gênesis 3:15). E a lei de Moisés não resolveu este problema da redenção, portanto, a vinda de Jesus para implantar a nova dispensação da graça foi o cumprimento das muitas promessas feitas por Deus, conforme as muitas profecias contidas no Antigo Testamento, que falavam sobre o Messias e a nova dispensação.

DO QUE O DE ABEL. As tradições judaicas falavam do sangue de Abel, como clamando por vingança pela morte violenta com que seu próprio irmão lhe matou. Mas o sangue de Cristo nos fala de perdão da parte de Deus para os pecadores, como também de paz, porque pela morte propiciatória de Cristo foi estabelecida a paz de Deus com os filhos dos homens. O sangue de Cristo, que nos fala sobre a sua vida que ele deu em prol da sua igreja, ensina sobre a perfeita redenção dos salvos em Cristo Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário