Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de julho de 2017

Hebreus 13:10

Hebreus 13:10 - Temos um altar, de que não têm direito de comer os que servem ao tabernáculo.
TEMOS. Com a vinda do Messias de Deus para implantar uma nova dispensação da graça, tudo mudou, quanto ao que se praticava no ministério sacerdotal. Nem mesmo boa parte dos apóstolos, do núcleo de Jerusalém entenderam as profundas mudanças que o Cristo de Deus veio fazer, quanto ao judaísmo. É tanto que as igrejas ligadas às lideranças de Jerusalém, aplicavam muitas coisas do judaísmo, para dentro do cristianismo. Deferente do que as igrejas conquistadas por Paulo exerciam e faziam.

UM ALTAR. Quanto à antiga dispensação ou aliança da lei, o altar se referia a ministração dos sacerdotes e do sumo sacerdote quanto ao povo. A tribo de Levi não recebeu herança na terra de Canaã, por isso que as demais tribos lhes faziam uma compensação social, com o tributo de dez por cento anual, para que eles fizessem os serviços voltados para o ensino da lei e as atividades do tabernáculo e posteriormente dos templos. O altar do cristianismo é administrado por Cristo Jesus.

DE QUE NÃO. Com a inauguração da nova dispensação da graça, implantada por Cristo, as coisas não funcionam como no tempo da antiga dispensação, apesar de ter muitos mercenários aplicando as mesmas regras da antiga aliança para tirarem proveito com o comercio da fé. Sendo bem claro, e o próprio texto é iluminador, quem serve ao reino de Cristo, não tem direito a receber recompensas financeiras pelos serviços prestados a igreja do Senhor Jesus, caso contrário é comercio da fé.

TEM DIREITO. A lei era bem clara, ao definir que as demais tribos pagariam uma compensação social (dízimo) à tribo de Levi, porque eles não receberam possessão da terra de Canaã. Já na nova dispensação, os que ministram as coisas para o reino de Cristo, não devem receber da igreja nenhuma recompensa financeira pelos serviços prestados. Deus sim, é quem recompensará a cada um segundo a sua obra.

DE COMER. Como era feita essa compensação social (dízimo) aos levitas? As demais tribos de Israel que entraram em Canaã juntariam dez por centos dos alimentos colhidos e da reprodução animal, durante o ano (e não dinheiro), e trariam aos sacerdotes. Hoje, quem serve ao reino de Cristo, não tem direito nem mesmo ao seu sustento, quanto mais, aos altos salários dos marajás, que praticam o comercio da fé.

OS QUE SERVEM. Este serviço a que se refere o escritor, diz respeito a toda e qualquer atividade que se exerce na obra de Deus. Não há dúvida que, o autor fala sobre aqueles que pregam a palavra de Deus, os que louvam ao nome do Senhor, bem como sobre a administração das igrejas. Pela clareza do texto, corre um grande risco, todos aqueles que fazem do ministério uma profissão, comercializando a palavra de Deus.

AO TABERNÁCULO. Este tabernáculo sobre o qual se reporta o escritor, diz respeito à igreja de Cristo (em termos tipológicos), como uma instituição humana, e a obra de Deus em geral. Depois de Jesus, no tempo da igreja primitiva, uma das grandes lideranças foi Paulo, e ele declara que trabalhava com as próprias mãos para não depender de ninguém. A “verdade” clama por uma grande reforma nos dias de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário