Pesquisar este blog

domingo, 16 de julho de 2017

Hebreus 13:19

Hebreus 13:19 - E rogo-vos com instância que assim o façais, para que eu mais depressa vos seja restituído.
E ROGO-VOS. Anteriormente, o autor pede oração por ele e por aqueles que estavam com ele, e agora, ele faz saber que a causa pela qual ele roga as orações dos seus leitores era muito séria. Porque também o problema era urgente, e precisava de uma resposta rápida da parte de Deus, e sabemos que o Senhor responde rápido, quando sua igreja levanta um clamor. Tem momento em que o homem de Deus não tem condições nem de orar, dada à gravidade de suas dificuldades, precisa pedir oração.

COM INSTÂNCIA. E rogo-vos com instância. Neste ponto do texto o escritor demonstra de maneira mais incisiva sobre o seu pedido, porque como homem de Deus, não estava tende a liberdade almejada para realizar a sua missão, em fazer a obra de Deus. Essa expressão diz respeito a insistir sem desistir de uma causa, esperando o efeito, até pela necessidade de uma resposta urgente. O objetivo tinha que ser alcançado.

QUE ASSIM. Este texto tem gerado bastante especulação quanto à autoria desta carta, porque tem assunto parecido com o que Paulo escreveu em Filemom 1:22 - E juntamente prepara-me também pousada, porque espero que pelas vossas orações vos hei de ser restituído. Com isso, reforça a tese daqueles que defendem que Paulo foi o escritor deste tratado, alegando ainda que o que estava ocorrendo com o autor bate com muitas das ocasiões em que o apóstolo dos gentios se encontrava, preso.

O FAÇAIS. O autor esperava que os hebreus considerassem o seu pedido de oração em seu favor, por isso que ele diz: Rogo-vos. O seu desejo era ver que sua solicitação tocasse na sensibilidade dos seus leitores, a fim de que todos se prostrassem de joelhos perante a presença do Deus Todo-poderoso, para que o Senhor viesse a tomar as devidas providências no sentido de lhe conceder ser liberto da prisão.

PARA QUE EU. Ver-se que o problema era pessoal com o escritor, quando ele se posta na primeira pessoa do singular. Ao mesmo tempo percebemos a humildade do autor em reconhecer que precisa da ajuda dos seus leitores. Descobrimos ainda que a igreja primitiva praticava o amor fraternal até mesmo por meio da oração, intercedendo uns pelos outros, compreendendo que muitos orando, a oração fica mais forte.

MAIS DEPRESSA. O autor tinha pressa em voltar as suas atividades em prol da obra de Deus, até porque os líderes da igreja primitiva tinham presa em levar o evangelho aos que ainda não conheciam o Senhor Jesus, bem como edificar a igreja do Senhor Jesus, porque eles viviam como que esperando a qualquer momento a volta de Cristo para arrebatar a sua igreja remida. Essa expectativa da volta de Cristo gerava o desejo de cumprir a missão ordenada por Cristo: Pregai o evangelho a toda criatura.

VOS SEJA RESTITUÍDO. Não se sabe ao certo, sobre o que estava detendo o escritor desta carta, mas a maioria dos comentaristas bíblicos concordam de que, na realidade ele se encontrava preso, por ser um representante do reino de Cristo. Todos os que faziam parte da igreja primitiva foram de alguma forma perseguidos, mas principalmente as lideranças da igreja de Cristo (ora pelos judeus ou por Roma).

Nenhum comentário:

Postar um comentário