Pesquisar este blog

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Hebreus 13:9

Hebreus 13:9 - Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.
NÃO VOS DEIXEIS LEVAR. O autor demostra mais uma de suas preocupações, no sentido de alertar aos seus leitores sobre os perigos de se desviar dos caminhos de Cristo. E ao que tudo indica, a tentação de apostatar da fé estava por todas as partes, pelo fato de que houveram muitas investidas dos inimigos do evangelho. Se bem que, os receptores desta tão importante carta, eram pessoas conhecedoras da verdade, porque quando alguém deixava o judaísmo, pelo cristianismo, isso era questão de fé.

EM REDOR POR DOUTRINAS. O surgimento recente do cristianismo, e o avanço rápido da nova religião no mundo daquela época, gerou uma reação brusca dos judaizantes e também das religiões mais antigas, que estavam perdendo seus adeptos para o reino de Cristo. Desta forma, surgiram doutrinas várias, tanto dos judaizantes quanto do paganismo para combaterem contra a mensagem do evangelho de Cristo Jesus.

VÁRIAS E ESTRANHAS. Os judaizantes não admitiam que alguém deixasse o judaísmo pelo cristianismo, com isso, aqueles que estavam a serviço dos líderes religiosos do judaísmo, de forma frenética, passaram a combater fortemente as doutrinas cristãs, com suas fábulas enganosas. Assim sendo, procuravam distorcer as profecias messiânicas das Escrituras, tentando provarem de que Jesus de Nazaré não era o Messias. Sem falar nas doutrinas filosóficas dos gnósticos, que a muitos enganavam.

PORQUE BOM É QUE O CORAÇÃO. Neste caso, o autor fala do coração, não como um órgão de carne, mas ele se refere ao intelecto do ser humano ou da própria alma e espírito das pessoas. Ao mesmo tempo, ele mostra o que é bom para cada um dos seus leitores, iluminando a vida de todos, a fim de que não se deixassem levar pelas coisas fúteis dos homens, porque o plano de Deus em Cristo era superior a tudo isso.

SE FORTIFIQUE COM A GRAÇA. Mesmo que indiretamente, o escritor põe o dedo na questão do judaísmo, que fazia contraste com o cristianismo. Os judaizantes se esforçavam ao máximo para de maneira autoritária trazerem de volta aqueles que deixaram a lei de Moisés. No entanto, os leitores desta carta, haviam sido alcançados pela multiforme graça de Deus, portanto, estavam no caminho certo rumo aos céus.

E NÃO COM ALIMENTOS QUE DE NADA APROVEITARAM. A intenção de Deus foi a melhor possível para os filhos de Israel, com a implantação da legislação de Moisés, apesar de que eles não completaram a aliança, por conta da desobediência. O que o autor tenta explicar neste ponto é que, as ordenanças da lei de Moisés não serviram de meio para o aperfeiçoamento dos seguidores do judaísmo.

AOS QUE A ELES SE ENTREGAM. Este “eles” fala dos mandamentos da legislação de Moisés, que não serviram de condutor para a santificação dos seguidores do judaísmo. Aqueles que procuravam com suas várias e estranhas doutrinas resgatar os cristãos para o judaísmo, eles mesmo estavam enganados e tentando enganar aos outros. O alerta do autor é para que seus leitores permanecessem cheios da graça de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário